Nosso Primeiro Encontro (25/11/2005)





Hoje meu coração está pequenininho
Em você muito estou a pensar
Foi exatamente há quatro anos atrás
Que vi pela primeira vez o teu olhar

Tua voz era tão linda
E eu enfeitiçada a te escutar
Parecia muda, eu nada dizia
Meu coração a palpitar

Eu sorria como uma adolescente
Que sente paixão a primeira vista
O chão parecia sumir, ninguém mais eu via
Naquele momento a conquista acontecia

Lembro do teu cheiro a me invadir
E do teu sorriso tão especial
Por mim aquela noite
Nunca teria um final

Depois foram os teus lábios
Que nos meus vieram tocar
Os teus braços a me envolver
E a magia me fez flutuar

E com o passar do tempo
Fui me envolvendo cada vez mais
Aprendi a te amar de um jeito gostoso
E a te desejar demais

E hoje eu te digo
Saiba que eu nunca te esqueci
Ah que saudades estou sentindo
Como seria bom te ter aqui

50 comentários:

  1. Há anos atras eu escrevia poesia... fui ficando velha e burra... essa aí eh um resquicio de meu mais puro sentimento adolscente.
    Juro

    Juro que te sonho...
    que te realizo...
    que te preciso
    Juro por mim que te quero aqui
    que largo quem for
    por você meu amor
    pra que investi...
    num outro que vem
    se é você não é ninguém
    que quero pra me entregar
    juro que jamais me traí
    que se tenho aqui.
    Meu olhar é só teu
    juro se pudesse
    roubar
    roubaria
    você só pra te ter
    por inteiro pra mim
    juro te admiro
    mais que quero
    no momento te espero
    e até me desespero
    se por um acaso
    por mistério....
    não te encontro pra falar...
    quanto te quero..
    quanto te espero...
    e preciso te amar

    ResponderExcluir
  2. Que linda esta tua poesia Serenissima.

    Não acho que tenhas ficado burra...deve ser falta de inspiração, ou de um muso inspirador...^^.

    Obrigada pela visita.
    Beijos e uma linda madrugada.

    ResponderExcluir
  3. Minha inspirada amiga chorona. Eu havia salvo o selo,mas, meu pc anda mesmo cada vez mais lerdo, pior. Tenho entrado mais lá na imob, só que lá não tenho pasta de minhas imagens. Entro qdo não tem ninguém,rs...Postei agora e vim te agradecer + esse carinho. Gosytaria que me explicasse se o selo é do seu blog ou é algum prêmio. Pode explicar para sua "tapada" amiga!? rs...
    Bem, sua poesia é maravilhosa e de uma saudades que chega a doer. Linda de viver! A poesia da sua amiga Sereníssima é muito linda.Ambas falam do que vai em seu interior, verdadeiro e profundo. Amei! Obrigada pela força lá no blog da Geisa. Fiquei feliz demais com os amigos que aceitaram meu pedido. O Davi está uma delícia e eu ainda babando com meu netinho. bjão amigona chorona e fofa. Obrigada pelo selo. Tá lá em!

    ResponderExcluir
  4. Oi Elaine, fiquei sorrindo aqui, sou chorona mesmo, rs.

    Esse award é do meu blog, meu filho quem fez pra eu poder presentear os meus amigos.
    Fico feliz que tenhas levado contigo e adorei o que escreveu lá.

    Esse rabisco "Nosso Primeiro Encontro", fiz agora a noite, depois de ter passado um dia inteiro com o coração gemendo de saudades.

    Também gostei do poema da Sereníssima.

    Quanto a Geisa, nossa ela me passa algo tão bom, sei explicar não.

    Imagino como o Davi deva estar lindo, babe mesmo e muito.

    Beijos querida e uma linda noite de sonhos pra ti

    ResponderExcluir
  5. Oi minha amiga, realmente existem pessoas que marcam a nossa vida como uma tatuagem que jamais se apaga. Apena e que as vezes temos que viver de lembranças.
    Se cuide
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. É sim Wanderley, e foi mesmo assim, tatuado que ele ficou em mim.

    Viver de lembranças, só delas,não é nada bom né mesmo meu amigo?

    É a vida...bom te ter aqui.
    Beijos e linda quinta.

    ResponderExcluir
  7. Minha querida amiga estou com uma gripe bem forte, e parece que em vez de melhorar está a ficar pior. Mas espero que não seja nada, estou por aqui só de fugida pois não aguento estar muito tempo.
    Beijinhos de luz em seu coração.

    ResponderExcluir
  8. Olha, pra mim emocionou sua poesia, me envolvi e me vi nela,alias, voce sempre faz isso, escreve porque ama como a gente, o meu foi em 26 de setembro de 1992, nossa, foi demais, o mundo era diferente, parecia que a gente tinha uma leveza no ser, eramos diferentes de tudo, primeiro encontro, primeiro beijo, primeiro tudo que vem primeiro, depois de um tempo, um bom tempo, 8 anos, alguma coisa na engrenagem soltou e pra mim ficou a ultima frase que escreveu..."saiba que nunca te esqueci", agora, quanto a querer de volta aqui, sei não, ai tenho que pensar muito, antes seria sim, hoje nao tenho tanta certeza mais...acredito que não...beijos na alma e uma otima quinta feira...

    ResponderExcluir
  9. que lindo querida.. suspirei aqui.. tantas lembranças me invadiram. tantas recordações.. uma delicia amar.. bom demais.. obrigada pelo momento que passei aqui.. beijos e um lindo dia para vc

    ResponderExcluir
  10. Melhoras pra você Graciete, obrigada pelo carinho de vir.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  11. Muitas vezes você me leu e se viu dentro né Everson?
    E eu adoro isso, pois assim sei mais de você.

    E como é bom a gente poder recordar momentos que ficaram marcados.

    Quanto a viver tudo de novo, eu, pelo menos por enquanto te digo, viveria muito mais junto a ele.
    Não sei até quando isso vai durar, mas é tão forte...

    Beijos meu querido.
    Linda tarde.

    ResponderExcluir
  12. Que amor lindo vc viveu Majoli, que só deixou saudades boas.

    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  13. Obrigada, digo eu minha querida amiga, por vires e por também viver meu rabisco de forma marcante.
    Sempre temos algo em comum, não é mesmo Maria Bonfá?

    É o nosso coração que sempre está amando.

    Beijos no ♥

    ResponderExcluir
  14. Lindo sim Anita e está tão vivo aqui dentro de mim minha amiga.

    A saudade é constante, sempre.

    Obrigada pelo teu carinho.
    Beijos no teu ♥

    ResponderExcluir
  15. O primeiro encontro é sempre uma forte emoção, né? E não tem idade não... Aliás a alma não tem idade, né? Ela é eterna! Obrigada pela visita! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  16. Majoli...
    Vamos levantar seu rosto e seu coração para olhar o amor que está para chegar, quem partiu não merece suas lágrimas e tristeza toca a sorrir e abrir o coração para poder entrar amores que a mereçam ok amiga sorir faz bem ...

    Beijjjjjjjjjjjj com muito carinho

    PS:- Mas gostei imenso da sua forma de descrever as saudades e desejos......

    ResponderExcluir
  17. Lindo este amor.
    Mas eu fiquei curiosa, o relacionamento acabou ou ele partiu para outra dimensão? não precisa contar..tá..
    mas se não for possível tê-lo de volta, abra o coração para um novo amor, e se há esperança, tente reconquistar...
    o que não pode é deixar o coração como o telefone fora do gancho, fica dando sinal de ocupado impedindo o um novo e belo amor chegar.
    Adoro as tuas visitas, sou muito grata.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Minha linda amiga.
    Me emocionei com seu poema.
    Pois estou no mesmo barco que você.
    A saudade,a solidão que aperta e com isso, nossa alma chora por um grande amor, que foi para nós e não para eles.

    Um amor que ainda temos gravado em nossos pensamentos, tatuados em nossas almas.

    Eles ficam impreguinados em nossos corpos, não conseguimos tirar.
    È amiga seu poema me tocou e profundamente.
    Beijinhos na alma.
    Olha nosso amigo José já está se recuperando, nada grave.
    Graças a Deus.
    Amiga uma semana de muitas felicidades e paz.
    Beijinhos doces.
    Regina Coeli.

    ResponderExcluir
  19. É amiga... aniversário é de matar mesmo! Mas não fique triste não! Lembre-se que você está viva e essa vida é tão curta para desperdiçarmos qualquer momento que seja com tristeza... E depois, vai passar, acredita! Ninguém é insubstituível... ninguém! Beijo grande! Te adoro!

    ResponderExcluir
  20. Ah o primeiro encontro minha amiga Tetê, a gente se transforma, vira menina, sonha, flutua, sorri com a alma, pois o amor não tem idade.

    Obrigada por seu carinho querida.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Maria, minha querida amiga, obrigada por suas palavras tão meigas.

    Um dia eu ainda aprendo isso tudo, sou novinha ainda...rs.

    Se cuide minha querida.
    Te gosto muito.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  22. Mariana, conto sim linda.
    Resumo o seguinte, ele veio, marcou, voltou.
    Mas sempre desejei mais.
    Que não viesse quando quisesse somente, mas com mais frequência.
    Que houvesse mais dedicação.
    Que não vivesse só o hoje.

    Se sem ter sido assim ele já me conquistou, imagina se fosse mais do que foi.

    Se existe esperança, não sei te dizer, mas que o telefone está fora do gancho, está.
    Só não sei por quanto tempo.

    Eu também adoro suas visitas minha querida, sempre.

    Beijos com muito carinho.

    ResponderExcluir
  23. Incrível Regina essas suas palavras:
    "A saudade,a solidão que aperta e com isso, nossa alma chora por um grande amor, que foi para nós e não para eles."
    Penso ter sido assim comigo também, apesar de viver enganando meu coração e ainda acreditando que pode ser diferente.

    Muitas vezes sinto que ele gosta de mim...será?

    Quanto ao José minha querida, vi mesmo ele de volta, graças a Deus e que alegria fiquei, ele é muito especial e muita falta faz.

    Saiba que adoro suas visitas aqui no rabiscos, tá?

    Beijos no ♥

    ResponderExcluir
  24. Pois é Sueli eu vivo comemorando sozinha as datas, isso que é mais triste.

    Mas vou aprendendo com isso.

    Obrigada por teu carinho.

    Beijos mil.
    Amo você.

    ResponderExcluir
  25. Majoli,
    Acabei de ler esse texto e vim te ler..

    Amar é permitir sempre; amar é compreender sempre; amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar; amar é respeitar todos os direitos humanos da pessoa amada; amar é jamais ter ciúmes; amar é não ter medo de perder. Amar é não forçar nada — nem sequer um beijo; amar é não fazer perguntas desnecessárias ou indiscretas — muito menos na hora errada. Amar é deixar fluir a relação em todos os sentidos. Amar é incentivar o vôo livre que o outro possa estar querendo, e às vezes até mesmo empurrá-lo com ternura para o abismo gostoso do desconhecido profundo. Amar é respeitar com devoção e aplaudir com entusiasmo o desejo de saltar que o outro às vezes tem. Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas, todas as escolhas — mesmo que algumas eventualmente me excluam.

    A esperança é a primeira que nasce..

    Um dia me conta sim, sou curiosa viu??
    beijos no teu ♥

    ResponderExcluir
  26. Olá, Majoli!
    Lindo poema Moça!
    Você é muito afortunada
    Tem saudade
    Significa que você viveu intensamente
    Amou Ama
    Tem memória
    Pense em quantas pessoas passam por esta Vida e não amam
    Nunca vão ter o que recordar
    Dói dói dói
    Um dia passa e todo esse Amor profundo lhe retornará em dobro
    Muito obrigada pelo carinho
    Beijos na seu Coração de Ouro
    Muito Amor sempre
    Renata

    ResponderExcluir
  27. É incrivel como a construção de uma história sempre deixa marcas vivas dentro da gente. Depois de tanto tempo, você fala como se tivesse acontecido ontem. Eu penso que a gente ama por ser completamente abençoada, Majoli. A dor é só uma pequenina consequencia, amiga querida. Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  28. Bandys, de todas as mensagens que você me deixou aqui nesse tempo de nossa amizade, essa é a que mais meu coração precisava ouvir.
    Mas não é só o meu coração que precisa entender isso, minha razão, o meu mais profundo sentimento, o meu viver, os meus minutos...preciso respirar estas palavras e delas me alimentar e crer, como você mesma disse, que a esperança é a primeira que nasce...

    Saiba que essa sua amiga aqui, sei que posso me chamar assim, você permite, agradece de coração por tudo, tudo.

    Tem lágrimas aqui, mas creio ter também um renascimento, um amadurecer.

    Beijos com carinho do tamanho do universo.

    ResponderExcluir
  29. Renata, primeiro agradeço por vir, seja bem vinda aqui nesse simples blog, mas que é cheio de carinho para oferecer a todos que por aqui passem.

    Vou contar-te algo, tomara que voltes pra ler.
    Há cerca de uns 7 meses atrás, assim sem mais nem menos, ou sei lá, por estar com o coração bem machucado, comecei a sentir um vazio tão imenso, não havia mais dor, não havia mais aquela mulher que sempre fui, que gritava aos quatro cantos do universo o quanto amava, o quanto desejava ser feliz e muitos outros belos sentimentos.

    Foram dias assim, fiquei a procura de mim, tinha me perdido de mim mesma, mas não me encontrava em ninguém, então onde estaria eu?
    E foi assim que desejei com toda força de meu ser que esse vazio acabasse, não aceitava não estar amando, não respirar o amor como sempre fiz.

    Percebi então, que prefiro a dor de uma saudade do que o vazio de não estar amando.

    Quando rabisquei estes versos, foi como fazer uma oração.
    E te digo, sinto saudade sim, mas sou feliz por poder amar.

    Vixe, dava um post...rs.
    Mas essa sou eu...

    Beijos no teu ♥.

    ResponderExcluir
  30. Cris, minha doce amiga, se fecho os olhos consigo ver detalhes desse primeiro encontro, e chego a sorrir ao lembrar.

    Somos abençoadas sim, pois amar é o que há de melhor nessa nossa passagem aqui pela terra.

    Antes a dor da saudade do que não ter o que recordar.

    Amei falar contigo no msn ontem, cada vez mais sinto como você é especial amiga.

    Beijos com muito carinho.
    Gosto bastantão de você.

    ResponderExcluir
  31. REspondendo sua resposta...rs..rs...o amor é pra sempre, assim eu penso, e quando amei, acreditei nisso, hoje bem menos, essa pessoa que falei foi muito especial pra mim, até acredito que pela nossa historia eu tambem fui pra ela, mas, isso quem teria que dizer seria ela...rs..rs...só que um belo dia, terminamos assim, com palavras tipo, eu ainda te amo e pra sempre te amarei, tanto de la quanto de ca, eu só respondi assim, se voce acha que eu vou te procurar de novo, pode esquecer, então, nem lá e nem cá, já me ligou depois, tentou conversar, tentou questionar o meu amor pra sempre, e eu respondi pra ela, que realmente é, o meu amor por ela é pra sempre sim, só que agora até o sempre, ele resolveu hibernar, que ela é uma pessoa muito querida, mas que eu não quero mais, foi muito forte a nossa historia, mas tambem foi muito forte a decisão de cortar a pagina do Livro onde tinha a mais bela passagem, e a cola não segurou muito tempo...um beijo e um lindo final de semana pra ti...

    ResponderExcluir
  32. Olá, Majoli
    Li tudo, Querida
    Se puder e quiser dar-me o seu mail acho que seria uma troca
    Qualquer coisa deixa no blog copio e não publico
    Sem obrigações, ok?
    Beijos no coração
    Bom dia
    Renata

    ResponderExcluir
  33. Majoli, minha Amiga

    Se não vemos a chuva não podemos ver o arco íris..

    A lagrima é o arco iris dos olhos.

    Fique bem menina, voce merece e conte sempre com essa amiga aqui!

    Beijos e uma sexta de muita paz no teu ♥.

    ResponderExcluir
  34. ...que seria do amor sem a saudade?
    Bjs!

    ResponderExcluir
  35. ...que seria do amor sem a saudade???
    BRAVO!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  36. Bom dia amiga.
    Fez um Ano que estive neste hospital pois ele é um hospital focado só na área da Ortopedia, numa cirurgia ao joelho e que continu em fisioterapia intensiva para conseguir caminhar, neste momento vão operar a mão esquerda, voce sabe que quando temos problemas na cervical ficamos com muito pouco equelibrio, que nos faz cair imensas vezes, assim sendo vão aparecendo acidentes de percurso e como costume brincar eu pratico imenso "Esquiesqu"hahahah...percebes esta nova palavra???
    Voltando á mão esquerda fez um ano facturei o metarcápio, foi mal engessada pelos ortepedistas na urgência, resumido o historial, neste momento vâo tentar arranjá-la um pouco melhor para não ter tantas dores e poder mexer o polegar, então vão por uma protese na articulação, vão engessar o que espero que o façam bem...heheheh
    depois da cirurgía saberei melhor pois como diz o Cirurgião quando se abre é que temos certezas do que vamos fazer.

    Obrigado pelo seu carinho, ontem lá no hospital rimos bastante, eu disse lá:-" que para meu mal dos meus pecados eles não sabiam viver sem mim" risada geral ...

    :))Beijjjjjjjjjjjjjj

    ResponderExcluir
  37. Oi Majoli, existem lembranças que nunca serão esquecidas...e que ao ser lembradas nos traz a tona sentimentos lindos ....

    bjs
    Andresa

    ResponderExcluir
  38. Brigadinha Bandys, contarei contigo sim, pode deixar.

    Que lindo este dizer:
    "A lágrima é o arco-íris dos olhos", você é muito doce amiga.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  39. Olá Renata, claro que te passarei meu e-mail, fico feliz em poder estreitar nosso contato.

    Beijos e uma linda noite pra você.

    ResponderExcluir
  40. Bem meu querido Everson, as decisões tomadas por nós em alguns momentos podem mudar com o passar do tempo.
    Mas te entendo meu amigo e desejo de coração que o melhor aconteça pra você, pois você merece viver um grande e lindo amor.

    Obrigada pela confiança em me contar pedacinhos de sua vida amorosa, fico feliz por demais.

    Beijos com carinho do tamanho do mundo pra ti.

    ResponderExcluir
  41. Oi Haroldo, que bom que voltastes.

    Pois é meu amigo, o amor realmente tras saudades e sempre.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  42. Querida Maria, tudo vai correr bem nesta cirurgia, tenhas certeza.
    Eu de cá estou na torcida por você.

    Sabe o que me conquista em você amiga?
    Esse teu jeito de bem com a vida, esse sorriso que sempre trazes quando aqui vem.
    Sua amizade é preciosa pra mim.

    Beijos com muito carinho.

    ResponderExcluir
  43. Existem sim Andresa, e essa que descrevi no rabisco é uma das maiores.

    Beijos com carinho.
    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  44. Tem coisas que o tempo não apaga!

    Beijos

    ResponderExcluir
  45. Majoli!
    Mandei-lhe mail correndo (levei um tombo!)
    É Majoli com "M" Maiúsculo, não?
    Apago o comentário?
    Beijos beijos

    ResponderExcluir
  46. Amiga...gostei demais do poema, nossa esta demais..profundo, viu. Desculpa a asuência durante essa semana, estava cheio de trabalhos e por isso, não deu tempo passar por aqui.

    Te desejo um ótimo final de semana.


    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  47. Rê, minha querida, acabei de ler teu e-mail, se cuida linda, não se machucou não?

    Não vejo necessidade de apagar não, confiro meus e-mails antes de abrir, então sem problemas.

    Não te responderei o e-mail agora pois estou quase a cair sobre o teclado, de sono...rs.
    Mas eu fiquei feliz por demais em ler mais sobre você e com certeza responderei e falarei um cadinho de mim.

    Beijos e linda madrugada, se cuide querida.

    ResponderExcluir
  48. Blue, o que está acontecendo?
    Você veio e depois sumiu de novo.

    Desejo de coração que estejas bem, tá?

    O tempo as vezes parece ser inimigo da gente, deveria de ser assim, não deu certo, delete de vez.

    Mas....

    Beijos, não suma.

    ResponderExcluir
  49. Hugo, sem problemas meu querido, quando estive no teu blog na segunda feira li de tua ausência devida a um compromisso.

    Esse poema saiu lá do fundinho desse ♥ apaixonado.

    Tenha um delicioso final de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  50. ai amiga, tatuagem marcada com digitais,
    essas não somem jamais...

    minha querida é dificil dizer sem saber ...

    sabe gosto de abraçar pra afagar a alma...
    num momento desses amigos fazem diferença.

    beijO E até sempre!

    ResponderExcluir