Josefa, a bruxa


Josefa, bruxa do mal,
veio parar no meu quintal.
Tinha sorriso contagiante,
uma lábia adoçante.
Eu, na minha inocência,
não percebi a real essência,
e a convidei para entrar.
No sofá da sala fomos sentar.
Meu esposo, ali do lado,
ficou estranho, meio calado.
E ela, na maior desenvoltura,
estava vivendo uma aventura.
Parecia até parte da mobília,
com certeza não era da família.
Passou o tempo, tantas intrigas ela fez
e roubou meu marido de vez.


______________________________

 Essa é minha participação 
no desafio Rádio Sim n°28, 
do blog histórias em 77 palavras
que é o seguinte:
Que história me podem contar 
se vos der uma personagem?

Aqui fica ela:
Josefa é uma mulher especial – além
de intriguista, é uma verdadeira bruxa!

3 comentários:

  1. Adorei ,Majoli!! Ficou perfeita!!! E que Josefa essa!!Credo!!! Sai de mim,rs... bjs,m tudo de bom, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  2. Também achei ótima Majoli_ que bruxinha hein?
    Precisamos estar atentas a quem colocamos no nosso sofá... rs
    abração de urso

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Majoli
    Saudade de passar por aqui, fiquei muitos dias, até ontem sem net... mais de 15 dias... pane na região...
    Dessa bruxa quero distância, rs... Muito lindo o poema!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir