Eu e minha bicicleta












Eu e minha bicicleta
Uma paixão que se completa

Espalhando os cabelos, feito moleca

Mil pedaladas com muita firmeza
Inalando o perfume da natureza
Nada me impede de tal proeza
Hoje, ontem e sempre, que beleza
A sensação é de magia, pureza

Busco caminhos com clareza
Importa não qualquer tristeza
Com minha bicicleta tudo é alegria
Ilumino a alma e o coração com acrobacia
Consigo subir ladeiras, apesar de ser empurrando
Lógico que o que vale é estar suando (rs)
E quando a ladeira acaba, de novo lá vou eu
Trepo na magrela e deixo o vento me levar
Agora é só descida, ferro a ziguezaguear

    
   
♥      ♥
    ♥ 

Essa foto, se você observar, no canto inferior direito, tem a data em que foi tirada...
ulalá...fevereiro 82...pois é, 31 anos atrás.
Claro, tanto a bicicleta mudou (não é mais 
a famosa monareta), 
a rua, que era de terra, logo conheceu o asfalto, 
essa cidade aí, ficou na saudade 
e a jovem que ali estava, eu, já não tão jovem mais...rs...mas que continua pedalando até hoje.

Pra mim é um delicioso exercício 
e uma terapia indispensável, 
amo por demais!

E hoje, numa ladeira, com o pensamento a voar,
me veio a vontade de sobre minha companheirona,
rabiscar.

Confesso que até dei uma aceleradinha, 
rs, doida pra chegar em casa antes que a inspiração sumisse...
e aqui está um cadinho de mim.
     ♥ 
♥       ♥
     ♥ 
Beijos pra quem é de beijos.
Abraços pra quem é de abraços.

21 comentários:

  1. Olá amiga
    Muito legal o acróstico e a foto. Recordar é viver, e as fotos têm o poder de nos retornar no tempo. Amei.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Sou de abraço e sou de beijo!
    Que bom que a inspiração ñ fugiu!
    Como podia????
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  3. Que linda foto e adorei te ler . Belo carinho pra tua magrela.Adorei! beijso, aqui curtindo,chica

    ResponderExcluir
  4. Uma amiga dessas é para ser lembrada sempre... afinal cuida da nossa saúde física e mental!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  5. Muito bem criativa neste saudosismo com alegria e saude na amiga bicicleta.
    Esta emoção nos eleva Majoli.
    Parabens e continue na magrela pedalando e inspirando belamente.
    Carinhoso abraço de paz e luz.
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Oiee,tudo bem,creio que já tem algum tempo que não venho lhe vistar,mas nunca é tarde não é mesmo?
    Sua fota na bicicleta me fez recordar o meu tempo de infância... Até mesmo a rua de cascalho me lembrou os tempo que eu era feliz e não sabia kkkkkkk!
    Abraços querida e parabéns pelo seu lindo cantinho!
    Fica com Deus e tenha uma quarta-feira abençoada amém!!

    ResponderExcluir
  7. OI Majoli
    Doces saudades!
    um tempo bom _ 'a gente era feliz e não sabia'... rs
    Consegues traduzir em versos - pra mim um milagre _ porque jamais consigo rs
    Lindo e bicicleta é sim tudo de bom _
    Linda menina,parabéns
    abraços kirida

    ResponderExcluir
  8. Majoli,que linda você!É emocionante voltar ao passado!Adorei o acróstico!!
    Beijos
    Pedro e Amara

    ResponderExcluir
  9. Majoli, lembro-me, qdo tinha entre oito e dez anos, q tentei aprender acobracias na minha Monark para impressionar a menina mais bonita da minha rua e conquistá-la. Após várias quedas, consegui a fazer acobracias, qto a conquistar a menina... As reticências já dizem tudo, foram pedalas infrutíferas...rsss. Bjos.

    ResponderExcluir
  10. oi minha linda,

    adorei saber da sua aptidão pela magrela,
    que delicia,
    também adoro os cabelos ao vento e os pensamentos a voar...
    amei a foto,linda...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Eu não tinha nem nascido! Hahahaaa
    Menina faz tantoooo tempo que não ando de bicicleta! Será que sei ainda?! Kkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Caramba agora vc me fez recordar da minha infância em Niterói, no sítio que meu pai tinha, como pedalei ( e caí) pelas ruas de terra.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Linda, vendendo juventude e felicidade em cima da tua magrela.Ah! que inveja, não consigo andar de bicicleta.A última tentativa resultou em um braço quebrado.Parabéns pelo acróstico.Lindo, perfeito.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  14. Majoli querida!
    Como sempre amei te ler.
    A foto está linda! É bom demais essas doces lembranças do passado.
    Abraços! Um ótimo feriado pra ti.

    ResponderExcluir
  15. Menina do céu, como é que não te descobri antes? Pera aí que já volto. Ah, entrei aqui pela janela da Isa do Momentos Meus.

    beijos pitangueiros

    ResponderExcluir
  16. Majoli, adoro fotos antigas e adoro esportes ao ar livre (não suporto academia, aquela vibe louca, obsessiva e sem graça) e adorei este seu post.
    Quero agradecer pela consideração em perguntar sobre meu estado de saúde, a febre baixou, mas a dor de garganta não me larga, juntamente com a dor no corpo. Meu organismo parece que escolhe os feriados, quando tenho que viajar, pra adoecer.
    Abraço e bom feriado.

    ResponderExcluir
  17. Olá Majoli,
    Obrigada pelas gentis palavras lá no "nosso" blog
    Adorei a sua foto e o modo como escreveu sobre sua
    bicicleta
    Te desejo um ótimo final de semana e tudo de melhor
    Um grande abraço e beijos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  18. Olá, Majoli. Quantas lembranças! Quanta emoção! Adorei o post! È um momento mágico que passa na nossa vida... eu como vc, tive uma pequena bicicleta. Olha: Era só tombo! Más muita alegria também. Obrigada amiga pelo seu carinho e pela emoção dessa linda história. Viva sempre muito feliz! Bjos e todo carinho pra vc. Bom feriado!

    ResponderExcluir
  19. Linda inspiração!E com essas pedaladas vc volta a ser menina!Ficou lindo!bjs,

    ResponderExcluir
  20. Lindo poema. Eu gostaria de saber pedalar, mas nunca aprendi. Meu pai era quase neurótico com esse negócio de se machucar em bicicleta, e nunca nos deu uma.

    ResponderExcluir